Esta minha poesia // Simples, como o meu valor // São os sopros da magia // Com que descrevo o amor !!! JFC
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Este site contém versos // De variado sabor // São sentimentos dispersos / Refletindo a minha cor !!! JFC
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão da minha vida *
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fugazmente

--- 
Deste-me um sorriso quando te encontrei
Senti que tremi, tal foi a emoção
Deste-me um sorriso que não decifrei
E deixei passar a ocasião;
De dizer-te tudo o que de ti pensei
E então confessar este amor sem lei

Reparei que tinhas um olhar distante
Olhar de que busca um novo caminho
Reparei também que o teu semblante
Outrora uma rosa, parecia um espinho;
Espinho dorido, espinho cortante
Doendo na pele por ser penetrante

Dissemos adeus, até qualquer dia
Talvez o destino nos volte a juntar
Vi nos olhos teus uma nostalgia
Porque viste os meus a lacrimejar;
Ao falar de nós nesta poesia
Solto a minha voz num fado magia 


Setembro 2015

Sem comentários: